A VIDA PROSSEGUE


Fome, miséria, violência: A vida prossegue. Todo mundo engana todo mundo, todo mundo mente pra todo mundo, a realidade cansa nossas próprias expectativas, coloca-nos na absurda meta de sermos felizes a qualquer preço. Não paramos para compreender ninguém, não ouvimos com atenção o que o outro tem a dizer, não investigamos com humildade e paciência nossas fraquezas interiores. Nossa sensibilidade é frágil e pequena, nossa capacidade de amar é reduzidíssima. Ganâncias, vaidades, ambições: O ser humano mata a cada momento a espiritualidade que carrega em si mesmo, anula-se congregando falsidades e individualidades dispersas na caoticidade de seus desejos. Um planeta maltratado é mal habitado por indivíduos mesquinhos, limitados espiritualmente, parcos de sentimentos elevados. Estamos destruindo uns aos outros, a cada dia que se vai perdemos a noção de dignidade, mantemos no coração o peso da maldade que empobrece nossa beleza interior. Ainda não aprendemos a ver e respeitar o valor que cada um contém dentro de si mesmo, são raras as vezes em que nos deparamos com uma alma simples e sensível a ponto de saber que a vida é feita de tropeços, enganos e acertos que nos levam a nos aprimorarmos como gente dentro de um contexto não só humano mas também espiritual e metafísico. Nâo sabemos amar, somos desconfiados cidadãos vazios de alguma essência límpida, verdadeira, viva, genuína.

 

Aroldo Ferreira Leão