TREMORES
(Impactos Azuis)

Tuas mãos trêmulas tocam
Na tez das ternuras tristes,
Torpedeiam os acenos toscos.

Teus tesouros taciturnos
Também têm tirânicos
Tons titubeantes, tortos.

Talves tu, tísico
E terreno, tragas
A força total dos traquinos.

voltar