JACARÉ BANGUELO
(Como Nasce o Amor)

Jacaré banguelo,
Do papo amarelo,
Na beira do rio
Te chamam de peixe.

Amiguinho, deixe
Isso pra lá, vem
Pra cá brincar, bem
Sei, você é sadio.

Jacaré, tua boca
Parece estar oca,
Vou trazer comida
Para encher tua pança,

Vou, com esperança,
Ver teu coração
Bater feliz, não
Se zangue da vida.

voltar