VOCÊ
(Sonetos Espanhóis em Versos Livres)

Você não é de você.
Inútil pensar ao contrário,
Brincar com que o espírito

Tem de mais secreto em si mesmo.
Amargo acreditar no sonho
Que traz a desventura e o desassossego,

Impossível viver o silêncio
Das coisas que revelam
A todo instante uma solidão
Maior do que a nossa.

Quem quiser morrer em paz
Que consiga trazer em sua própria alma
A essência iluminada
Da dor que estraga e eleva.

 

voltar