Fisco revela mais um bamba da música popular brasileira

Aroldo Ferreira Leão é auditor fiscal da Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia, servindo em Juazeiro desde de março de 1994, quando ingressou no serviço público. Até aí nenhuma novidade, não fosse ele de uma grande sensibilidade poética e que desde os 15 anos de idade vem mostrando o seu dom e a cada dia aprimorando o trabalho através da vivência e vontade de produzir arte.
Nordestino, corre em suas veias o gosto pelo forró, incentivo para compor 14 músicas desse ritmo e gravar o CD Sacolejos & Manejos, já em circulação e bastante tocado naquela região que faz fronteira com Petrolina, no Estado de Pernambuco. De tão bom, foi escolhido para concorrer pela Revista Caras ao prêmio de melhor CD de 2001.

É o verdadeiro forró pé de serre do Nordeste. E não poderia ser diferente. Aroldo Ferreira Leão, nasceu na cidade de Parnamirin, um exótico lugarejo próximo a Natal, no Rio Grande do Norte. Poeta, possui quarenta livros publicados, com uma extensa variedades de temas, como literatura infantil, amor, solidão, dor, Velho Chico, sonhos e tantos outros que sua criatividade é capaz.
Pela obra, já recebeu inúmeras homenagens, como na década de 80, quando os seus primeiros trabalhos foram publicados no jornalzinho cultural de Natal. Por trás do autor, esconde-se também um engenheiro elétrico, um lingüista pós-graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e um mestrando em matemática pela Universidade Federal da Bahia. Eclético, já prepara um novo trabalho em CD, desta vez com 12 músicas com letra da própria autoria, mas em ritmo de MPB.

 

Site da ASFEB, Maio de 2002